Fundador  
 
 

 

 
 

Itinerário de la fundación

“Vocês são mulheres viventes no mundo”

A história de nossa Congregação, como todas as histórias vivas que ainda hoje envolvem pessoas e atividades, é de grande importância.  Primeiramente porque é a “nossa” história e depois porque é uma história longa, de mais de 130 anos, que atravessou a idade contemporânea.
            Do ponto de vista da história da Igreja foi uma época difícil e de grandes inquietações, que favoreceu o momento no qual estamos vivendo; um período diferente de todos, nem melhor e nem pior do que os demais. Para o cristão, a história é a “história da providência” e em cada época é chamado a reconhecer esta verdade e a colaborar com ela. O tempo não existe em função do avanço do “progresso”; o tempo é o espaço da manifestação de Deus, cujas vias não são evidentemente aquelas conhecidas e apreciadas pelos homens.

“Diante da grandiosidade dos fatos que tornou célebre este século, o trabalho de uma humilde Congregação parece um evento modesto demais e de pouca consideração aos olhos humanos, mas pode ser um germe fecundo de uma imensidade de bens”. (1)

Impostação e limite do trabalho

            Procuraremos percorrer a gênese, o desenvolvimento e a manifestação da perspectiva fundacional, em Pe. Jacinto Bianchi enfatizando alguns momentos de sua biografia (especialmente os referentes à experiência com Frassinetti) e analisando o seu primeiro texto impresso que se tratava de normas.
            Leremos alguns de seus “fragmentos típicos” (não se trata de pequenos trechos, mas textos não organizados), buscando uni-los e interpretá-los. Este trabalho poderia até parecer arbitrário; porém é apenas o início de uma tentativa, uma busca de critério sobre o qual apoiar a hipótese, que por ora parece ser a mais convincente sobre a origem da Congregação.
            Após breves considerações sobre o segundo texto impresso, tentaremos chegar a algumas conclusões que expressem o espírito que Pe. Jacinto Bianchi desejava que tivessem suas missionárias.
            Certamente é necessário reforçar uma vez mais que restam muitos outros estudos e pesquisas a serem feitos para se conhecer melhor Jacinto Bianchi e a Congregação que ele fundou. São duas realidades muito diferentes, ainda que apresentem muitas coincidências históricas e documentais.        Muitas pesquisas ainda precisam ser feitas em outros arquivos. Em nossos arquivos, pesquisa significa antes de tudo organização do próprio arquivo. Em seguida, será feito o estudo dos contextos históricos, eclesiais, normativos e espirituais, nos quais Pe. Jacinto viveu e deles recebeu muitas influências.
Mesmo tendo adquirido novas informações  e documentos sobre a pessoa de Pe. Jacinto e sobre sua obra, o atual conhecimento de muitas situaçòes apresentadas não foram ainda  certificadas  do ponto historiográfico, uma parcial compreensão das circunstancias permite certamente de justapor  e  tentar  interpretar fenômenos, comportamentos e juízos, mas na firma consiência que as ultereriores pesquizas necessárias (  a serem feitas em muitos arquivos e através de uma sistematização do nosso arquivo) poderão, seja iluminar as zonas ainda ofuscadas confirmando as hipóteses, seja impor uma avaliação também substancialmente diversa dos eventos.
Os momentos principais da história da Congregação foram re-percorridos  enquanto possível no que diz respeito a uma impostação cronológica e através de uma leitura “transversal” dos documentos disponíveis ( muitos dos quais atualmente não são datados), na tentativa de delinear um quadro de referencia tendencial coerente de sugerir uma “chave de leitura”unitária para atribuir a cada escrito uma possível colocação orgânica . O objetivo é evidentemente aquele de aproximar-se de uma reconstrução realística das situações ligada à contingência, ao sucededer-si das circunstâncias, procurando de evitar uma interpretação simplificada a posteriori que acaba por reconduzir a inevitável complexidade do presente às conseqüentes fases de um projeto delineado.
A interpretação proposta quer sómente evidenciar a efetiva multiplicidade das “origens”da Congregação ligada a uma boa medida aos acontecimentos biográficas de Pe. Jacinto Bianchi, mas também as dinâmicas das pessoas e constextos que fugiam ao seu controle dos quais não podia haver direta ou completa cognição. Pensa-se, por exemplo, a utilidade que nesta prospectiva poderia haver uma rigorosa investigação histórica sobre cada co-irmã do início, no relacionamento recíproco com o fundador.

(1) “Rezem a Deus que na sua imensa bondade...” ms. di Pe. Jacinto Bianchi, Roma,AFMM, VIII.2.5.3.

Visualize texto integral
 
     

 

     
 

P. Jacinto

Escritos del Fundador

Itinerario de la fundación

Oraciones

Virtudes heroicas

P. Jacinto Venerável